Capela de Santo Antônio, símbolo da Colônia Agrícola da Constança

100 anos da Colônia Agrícola da Constança

CONVITE AOS DESCENDENTES DE IMIGRANTES

Coluna publicada n'O Leopoldinense, 30 de março de 2009

 

Faz um bom tempo que escrevemos e falamos sobre o Centenário da Colônia Agrícola da Constança, sobre este um século de história das famílias dos imigrantes que se instalaram pelos atuais bairros da Onça, Constança e Boa Sorte. E o fazemos sem nenhum outro propósito além do resgate histórico. Sem qualquer tipo de ajuda pública ou particular. Sem auferirmos ou pretendermos auferir lucro ou qualquer sorte de favor pessoal, político ou financeiro.

E é com estes mesmos pensamentos que hoje queremos confirmar um convite aos leitores, descendentes dos imigrantes, conforme fizemos num dos primeiros textos desta série. Um convite para que abracem esta causa e comecem a pensar nos atos comemorativos do Centenário da Colônia que cada um ou cada família pretende realizar para prestar uma justa e merecida homenagem aos seus valorosos antepassados.

De nossa parte, pelo respeito aos antepassados de vocês, que cedo conhecemos e com este estudo passamos a admirar, resta-nos a torcida para que tudo dê certo. Resta-nos aplaudir o sucesso da empreitada. Resta-nos reafirmar a importância de que se reveste um acontecimento desses para todas as famílias de imigrantes e para a nossa querida Leopoldina.

Óbvio que não estamos falando ou pensando em nada faraônico e caro, que inviabilize a participação de quem quer que seja.

Pensamos, isto sim, em realizar uma comemoração ao alcance de todos. Algo que seja ao gosto e ao estilo dos descendentes. Algo que se possa e se queira realizar. Como, por exemplo, a realização de um torneio de futebol ou de uma partida de jogo de malha, uma cavalgada pelas estradas da Colônia ou um passeio de bicicleta pela Boa Sorte, um encontro de representantes das famílias dos imigrantes ou a aprovação de uma lei dando o nome de “Caminho dos Imigrantes” à pista lateral da BR-116 no trecho entre a Igrejinha de Santo Antonio à entrada da Boa Sorte. Ou, quem sabe, tudo isto junto, num mesmo final de semana, para marcar definitivamente o Centenário da Colônia da Constança.

Coisas simples, como simples são as pessoas que gostam destas coisas.

Em verdade sugerimos, acima de tudo, apenas “um motivo” para reunirmos os descendentes daqueles heróicos imigrantes, para que se possa conhecer um pouco mais sobre a história e a cultura desse povo e despertar nos descendentes o interesse pelo resgate da memória de sua gente. E, obviamente, divulgar a Colônia Agrícola da Constança para colocá-la no seu devido lugar, dentre as demais colônias criadas no estado de Minas Gerais.

Como podem observar, nada complicado. Nada que demande somas absurdas de dinheiro. Nada impossível de ser realizado por qualquer um de nós, sem muito esforço, com os recursos de que dispomos e que terão um significado muito grande para a cidade. Todas elas, sem exceção, são atividades que dependem apenas da vontade de quem, hoje, promove encontros da espécie. E temos certeza que se for tomada a decisão de se realizar algo da espécie, não faltará o apoio de entidades que se dedicam a cuidar dos interesses dos imigrantes italianos no Brasil.

Com a palavra, então, os descendentes de Anzolim, Bartoli, Bedim, Bolzoni, Bonin, Brando, Bronzatto, Carminatti, Campana, Campanha, Carrara, Carraro, Casadio, Ceoldo, Coli, Cosine, Estevam, Esteves, Farinazzo, Ferrari, Ferreira, Fofano, Giuliani, Gottardo, Lorenzetto, Lupatini, Marcatto, Marinato, Maroni, Meneghetti, Meneghite, Montagna, Montan, Pedroni, Stefani, Togni, Toni, Zamparo, Zampier, Zanzirolami, Zangali, Zaquine e de tantos outros sobrenomes que viveram na Colônia, a quem compete manifestar o desejo de prestar esta homenagem aos seus antepassados comemorando o Centenário da Colônia Agrícola da Constança.

Luja Machado e Nilza Cantoni

 

HOME

Colunas Anteriores

ENTRE EM CONTATO

Creative Commons License
Este trabalho está sujeito a uma licença de uso: Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 License.